Saúde

Transtorno Disfórico Pré-Menstrual – Sintomas

Transtorno Disfórico Pré-Menstrual fazer o diagnostico não é fácil porque os critérios são abrangentes e ainda não existem exames de laboratório ou físicos que confirmem a doença. Durante muitos séculos a menstruação foi vista negativamente na vida das mulheres e por muitas vezes acabou resultando na sua exclusão de boas oportunidades tanto na educação quanto para empregos e posições importantes.

Sintomas do Transtorno Disfórico Pré-Menstrual

O período pré-menstrual é um momento propicio para o surgimento de sintomas físicos e psíquicos, o que não quer dizer que a mulher seja menos competente e capaz que o homem. As pesquisas indicam que aproximadamente 75% das mulheres em idade reprodutiva sentem alguns sintomas atribuídos à fase pré-menstrual do ciclo. A maioria das mulheres é capaz de administrar este problema adotando mudanças no estilo de vida e terapias conservadoras, diferentemente do TDPM.

O TDPM acontece nas mulheres no período reprodutivo, normalmente entre 25 e 35 anos, e sua principal característica é a recorrência cíclica, durante a fase pré-menstrual. São sintomas corporais, comportamentais e de humor, sendo ansiedade, mudanças bruscas e frequentes no humor, sintomas depressivos, tensão, irritabilidade, ira, distúrbios do apetite e do sono os mais frequentes. Estão relacionados inteiramente às fases do ciclo pré-menstrual e podem durar de cinco a quinze dias. É comum piorar perto do período menstrual e param imediatamente ou logo a seguir ao início do fluxo menstrual. Diagnosticar o Transtorno Disfórico Pré-Menstrual é difícil e são necessários cinco dos seguintes sintomas e deve ter ao menos um dos quatro primeiros que compartilhamos abaixo:

– Humor deprimido, sentimentos de falta de esperança ou pensamentos auto depreciativos.
– Ansiedade acentuada, tensão, sentimentos de estar com os “nervos à flor da pele”.
– Significativa instabilidade afetiva.
– Raiva ou irritabilidade persistente e conflitos interpessoais aumentados.
– Interesse diminuído pelas atividades habituais.
– Sentimento subjetivo de dificuldade em se concentrar.
– Letargia, fadiga fácil ou acentuada falta de energia.
– Alteração acentuada do apetite, excessos alimentares ou avidez por determinados alimentos.
– Hipersônia ou insônia.
– Sentimentos subjetivos de descontrole emocional.
– Outros sintomas físicos, como sensibilidade ou inchaço das mamas, dor de cabeça, dor articular ou muscular, sensação de inchaço geral e ganho de peso.

Agradecemos a visita em nosso site. Procuramos trazer sempre o melhor para você. Gostou da matéria! O período pré-menstrual em algumas mulheres costuma trazer muito incomodo! Deixe seu comentário.

Print Friendly, PDF & Email

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.