Saúde

Síndrome do Olho Seco – Causas e Sintomas

Síndrome do Olho Seco normalmente é quando não existem lágrimas em quantidade e qualidade suficiente para manter os olhos lubrificados, e este problema pode acontecer não somente em um olho quando é unilateral, mas os dois sendo bilateral. Na maioria das ocorrências o problema costuma afetar os dois olhos.

Causas da Síndrome do Olho Seco

A lágrima é produzida pelas glândulas lacrimais, que ficam localizadas nas pálpebras superiores, na região superior-lateral das órbitas oculares, ela segue sempre um caminho, que vai da glândula lacrimal até os canalículos lacrimais, que drenam o líquido pelo ducto nasolacrimal até a cavidade nasal. Quando choramos, surge um aumento da secreção pelo nariz.  Em certas ocasiões o olho pode ficar seco sem que exista qualquer problema ocular ou doença nos olhos.

Existem alguns fatores causadores do problema que podem ser o excesso de exposição ao sol, o vento, a exposição ao ar condicionado ou ambientes que de alguma forma tenham o ar mais seco. Estes são fatores que podem agir como agentes facilitadores na evaporação das lágrimas e deste modo provocar secura nos olhos. Ver televisão por longos períodos ou a utilização continua de computador, telemóvel, tabletes, e outros dispositivos digitais também pode provocar o olho seco. Isto acontece de acordo com a diferença entre o número de vezes que “piscamos” os olhos de uma forma habitual e quando utilizamos estes tipos de dispositivos.

Abaixo compartilhamos algumas outras causas da Síndrome do Olho Seco:

-Idade acima de 50 anos;

-Alterações hormonais durante a gravidez;

-Menopausa;

-Uso de lentes de contato;

-Deficiência de vitamina A;

-Alimentação pobre em ômega-3;

-Viver em ambientes muito secos.

-Diabetes mellitus;

-Lúpus eritematoso sistêmico;

-Artrite reumatoide;

-Síndrome de Sjögren;

-Doença de Parkinson.

O uso de alguns medicamentos também pode causar o problema, por exemplo, os antidepressivos, anti-histamínicos, diuréticos, beta-bloqueadores, isotretinoína, amiodarona, anticolinérgicos, ou estrogênio.

Sintomas da Síndrome do Olho Seco

O diagnóstico é feito através do historico clínico do paciente e por exames de avaliação da lágrima relativamente simples e que podem ser feitos no consultório médico, como teste de schirmer, teste do corante de rosa bengala e tempo de rotura do filme lacrimal (BUT).

Abaixo compartilhamos alguns dos sintomas de Sindrome de Olho Seco:

-Sensação de olho seco;

-Sensação de areia ou corpo estranho nos olhos;

-Olhos vermelhos;

-Ardência nos olhos;

-Fotofobia a intolerância a luz;

-Visão embaçada ou turva;

-Lacrimejamento excessivo.

O lacrimejamento excessivo é um sintoma frequente, que costuma causar alguma confusão para o paciente. Na verdade, esse lacrimejamento excessivo é apenas um reflexo do olho, na tentativa de combater uma superfície ocular com problemas. A carência visual ligadas aos olhos secos é normalmente temporária e costuma melhorar com o tratamento. Os sintomas costumam piorar no final do dia, nas condições de baixa umidade como ar condicionado, vento, etc., exposição à fumaça de cigarro ou após períodos prolongados de leitura ou em frente à televisão ou monitores de computador. Casos mais graves causam uma grande morbidade e podem levar a comprometimento da córnea e até a perda da visão.

A Síndrome do Olho Seco não tem cura, mas, existem formas de controlo eficazes da doença que permitem aos portadores da doença uma vida totalmente normal. Para o tratamento é utilizado lágrimas artificiais em gotas  os colírios colocadas nos olhos várias vezes ao dia, consoante a necessidade. Por vezes, a utilização de colírios não é suficiente e pode ser necessário utilizar anti inflamatórios, antibióticos, entre outros, para um eficaz controle da doença. Todo problema de saúde deve ser acompanhado por um oftalmologista especialista que ira fazer a orientação correta sobre a utilização dos colírios para olhos secos, ou demais medicação, é fundamental para um eficaz tratamento

Agradecemos a visita em nosso site. Procuramos trazer sempre o melhor para você. Gostou da matéria! Para fazer uso de qualquer tipo de medicamento antes procure orientação de um médico oftalmologista! Deixe seu comentário.

Print Friendly, PDF & Email

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.