Diversos

Mastite Canina – Causas e  Sintomas   

Mastite Canina se torna muito mais difícil seu tratamento quando ela acontece enquanto a fêmea estiver amamentando. Mastite ou mamite é uma inflamação das glândulas mamárias das cadelas. Este problema de saúde é sério e põe em risco a vida do animal caso ele não recebe tratamento rapidamente.

Causas da Mastite Canina

A mastite canina pode ter três causas e elas são os ferimentos na região da mama, que facilitam a ação das bactérias; a retenção de leite e infecção no útero. Estas situações podem vir a acontecer por causa de uma gravidez, parto, durante a amamentação e, raramente, em uma gravidez psicológica. Os ferimentos podem ser causados por unhas, pelas mordidas dos filhotes enquanto mamam ou por picadas de carrapato na região mamária.

Todas estas opções facilitam a ação de  bactérias como a Staphlococcus aureus, Escheria coli e Streptococcus sp, de maneira que possam entrar no organismo da fêmea e causar todas esses tipos de infecções. Quando a cadela acredita que está grávida, sem ter participado de uma cruza, tudo em seu corpo se prepara para receber os filhotes e até o leite ela consegue produzir. Mas, como não há quem aproveite, o líquido fica retraído nas mamas, podendo causar a mastite.

Sintomas da Mastite Canina

Quando o responsável pelo animal perceber os sintomas na cadela, é necessário procurar um veterinário com urgência. Na clínica o especialista poderá realizar testes com o leite retirado da cadela e examinar o estado de suas mamas. Ao ser constatado o caso de mastite, os tratamentos vão depender do grau em que se encontra a doença.

Nos casos mais leves causados por bactérias, o veterinário pode receitar alguns antibióticos. Já para combater o inchaço e o incômodo causado, o tutor pode aplicar compressas de água quente suficientes para aquecer a cadela e não queimá-la. Anti-inflamatórios também podem ser receitados para diminuir a dor.

Compartilhamos abaixo alguns sintomas de mastite canina:

-Inchaço nas mamas;

-Glândula mamária dolorida;

-Mamas quentes e avermelhadas;

-Surgimento de ferimentos que parecem cicatrizar, mas, por vezes, acabam voltando om intensidade;

-Febre;

-Respiração acelerada;

-Perda do apetite e, por essa razão, as cadelas acabam adquirindo anemia.

Além destes sintomas, algumas fêmeas podem apresentar consequências desses sinais já descritos, como vômitos, diarreias e prisão de ventre. A situação é muito mais séria se a cachorra estiver amamentando os filhotes e acabar adquirindo a mastite. Isso porque, não é apenas a cadela que sofre com a doença. Os filhotes não conseguem se alimentar direito e com isso acabam perdendo peso rapidamente vindo a ter problemas nutricionais. A melhor forma de prevenir a cadela de todo esse sofrimento, que a cadelinha possa passar ao longo da vida, é optar pela castração. Assim o dono garante mais saúde para a amiguinha até mesmo prolongando sua vida.

Agradecemos a visita em nosso site. Procuramos trazer sempre o melhor para você. Gostou da matéria? É necessário fazer o tratamento da mastite  na cadela assim que perceber o problema!  Deixe seu comentário.

Print Friendly, PDF & Email
Últimas Pesquisas:
  • mastite cadelas

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.