Noticiais

Febre Amarela Urbana – Áreas Prováveis no Brasil

Febre Amarela urbana um caso foi registrado em julho pela Secretaria de Saúde de Natal que confirmou a morte,  mas pediu mais uma contraprova. O mesmo mosquito responsável pela Dengue o Aëdes aegypti pode transmitir a febre amarela e o qual poderá estar presente em aproximadamente três mil e seiscentos municípios do Brasil inclusive no Rio de Janeiro.

Febre Amarela urbana aedes

Áreas Prováveis no Brasil da Febre Amarela Urbana

No Brasil não havia transmissão da febre amarela nas cidades desde 1942, mas com a volta do mosquito Aëdes aegypti já existe esta possibilidade. O vírus da  febre amarela esta presente em todos os municípios das regiões Norte, Centro-Oeste inclusive no Distrito Federal. Ele esta em numerosos municípios das regiões Nordeste  especificamente no Maranhão, em todos, Sudeste e Sul. Em algumas partes dos  municípios dos Estados da Bahia, Minas Gerais e Espirito Santo embora não existe ainda circulação viral, pode haver condições que permitam a eventual transmissão da febre amarela.

Febre Amarela Urbanas risco

As áreas de Risco no Brasil podem ser divididas:

Região Norte nos Estados: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins;

Região Nordeste nos Estados: Bahia, Maranhão e Piaui;

Região Centro-Oeste nos Estados: Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul;

Região Sudeste nos Estados: Espirito Santo, Minas Gerais e São Paulo;

Região Sul nos Estados: Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Conforme o tipo de mosquito que infecta o homem a doença pode ser classificada em febre amarela silvestre transmitida pelo Haemagogus que vive em árvores das matas e florestas e febre amarela urbana que é transmitida pelo Aëdes aegypti. No país a febre amarela silvestre é endêmica está presente de forma permanente nas regiões Norte e Centro-Oeste. Já aconteceram grandes epidemias de febre amarela no começo do século passado, que combatidas pelo médico sanitarista Oswaldo Cruz. A febre amarela silvestre ou urbana  pode variar seus sintomas sendo  com poucos sintomas ou até graves e fulminantes. Normalmente a doença se apresenta com quadro febril leve a moderado depois de três a seis dias da picada do inseto.

Febre Amarela Urbana

Ela pode ter duas fases que são:

A primeira fase é a da infecção, que dura aproximadamente 5 dias, quando os vírus se multiplicam no organismo. Os sintomas são febre, dor de cabeça, dor muscular, pulso fraco, e na maioria dos casos desaparece após essa fase. Em alguns casos existe uma melhora, e então temos a segunda fase.

A segunda fase vem com febre alta, náuseas, vômitos, prostração, desidratação, dor abdominal, sangramentos, instalação de icterícia quando a pessoa fica com uma cor amarelada, por isso o nome da doença, provocada por insuficiência hepática, pode haver falência renal e circulatória. Na forma grave ocorrem até cinquenta por cento de óbitos.

Febre Amarela Urbanas

Não existe um tratamento específico para a febre amarela o que se trata são suas  complicações. Até que se chegue ao diagnóstico final, pode ser confundida com hepatite, dengue, malária, leptospirose. A confirmação laboratorial do diagnóstico normalmente pode ser feita em até 48 horas.  Já existe a vacina contra a febre amarela, e deve ser tomada quando se vai visitar as áreas endêmicas. Ela é eficiente e em dose única com validade por dez anos.

O mosquito Aëdes aegypti é o vetor de transmissão destas doenças a Dengue, Zika Virus, Chikungunya e agora a Febre Amarela Urbana. Não basta apenas tomar a vacina precisamos nos unir para combater o mosquito.

Agradecemos a visita em nosso site. Procuramos trazer sempre o melhor para você. Gostou da matéria? A febre amarela pode infectar mais pessoas combata o Aëdes aegypti !!   Deixe seu comentário.

Print Friendly, PDF & Email

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.