Dieta

Adoçante Na Alimentação – Mitos, Verdades e Dicas

Adoçante Na Alimentação usado para perder peso, muitas pessoas optam por mudar radicalmente a alimentação, consumindo apenas itens saudáveis e substituindo muitos alimentos por opções menos calóricas, como é o caso do açúcar, que geralmente é trocado por adoçante. Existem dois tipos de adoçante, sendo os líquidos e os em pó, que também são solúveis. No entanto, consumo desse produto não é indicado para todas as pessoas, além de conter substâncias tóxicas. Confira quais são os mitos e verdades sobre o consumo de adoçantes, além de dicas para adotar na dieta.

Adoçante Na Alimentação - Mitos, Verdades e Dicas

Mitos e Verdades Sobre Adoçante Na Alimentação

O uso de produtos que substituíssem o açúcar foi originada principalmente pelo aumento de doenças como diabetes e obesidade. Atualmente, os substitutos da sacarose estão sendo desenvolvidos não apenas para o controle de doenças e obesidade, mas também para bloquear o aparecimento das cáries dentárias.
 

Mito: Há quem diga que todos podem consumir adoçante, mas isso não é verdade. Portadores de insuficiência renal ou pressão alta devem verificar as taxas de sódio no produto. Também devem ser evitados por mulheres que sofrem com retenção de líquido. O produto com aspartame é proibido para portadores de fenilcetonúria, uma doença genética que provoca acúmulo no organismo de um composto encontrado nas proteínas.
O produto mesmo tendo poucas calorias, não pode ser tomado a vontade. É importante não exagerar para não gerar problemas futuros, já que existem substâncias químicas e tóxicas. O recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) é que um adulto de 70 kg pode consumir cerca de 92 sachês de aspartame ou 105 de sucralose.
Embora possa causar alguns problemas de saúde, não há nada comprovado que o adoçante possa causar câncer.

Adoçante Na Alimentação -

Verdade: Existem alguns tipos diferentes de adoçantes, e os mais recomendados são a stévia, que é natural e pode ser ingerida também por mulheres gestantes, além da sucralose, que não apresenta nenhum contra-indicação também.
O adoçante também pode fazer mal para a saúde, caso a dose diária não seja respeitada. Por conter substâncias artificiais, o uso é recomendado apenas para quem precisa, sendo diabéticos e obesos. O uso prolongado pode causar alergias, enxaquecas e mudança no paladar.
Mesmo contendo zero açúcar e poucas calorias, o adoçante pode engordar. Isso porque quando ingerimos um alimento adoçado de maneira artificial, o nosso corpo se prepara para receber doce, que não é ingerido. Isso faz com que a pessoa coma mais e acaba engordando.

Agradecemos a visita em nosso site. Procuramos trazer sempre o melhor para você.Gostou da matéria? Verifique se pode realmente estar consumindo adoçante em sua alimentação. Deixe seu comentário.

Print Friendly, PDF & Email

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.